Ex-presidente da Colômbia faz duras críticas ao novo Projeto de Lei que tramita no Congresso Brasileiro

O ex-presidente da Colômbia, César Gavíria, classificou como um "retrocesso" o Projeto de Lei sobre drogas, de autoria do Deputado Osmar Terra, que tramita no Congresso Nacional Brasileiro. Presente no Congresso Internacional sobre Drogas, realizado no último fim de semana em Brasília, Gavíria fez coro com as organizações não governamentais, instituicões de saúde, especialistas e ativistas nacionais que vêm lutando para derrubar o projeto.

Gavíria, que também é um dos fundadores da Comissão Latino Americana sobre Drogas e Democracia, fez um discurso inflamado durante sua apresentação no Congresso e, mais tarde, concedeu entrevista à GloboNews durante a qual afirmou que "o aumento de pena é um erro, mas as internações involuntárias são uma claríssima violação das convenções internacionais de direitos humanos".

Ainda segundo o ex-presidente, nenhum país em toda a América, Europa ou África considera o caminho da repressão e punição uma opção a ser considerada. "Parece ser que o Brasil é o único país do mundo ocidental que ainda acredita no proibicionismo. (O proibicionismo) É uma política comprovadamente fracassada."