Redução de Danos para os Consumidores Drogas, perante o COVID19

Estas mãos salvam vidas: Joseph Outlaw, coordenador de Outreach and HIV/HEPC Testing, na Human Resource Agency em New Britain, CT. Fonte: The Hands Project, Nigel Brundson

Esta twitter thread elaborada pelos nossos colegas da International Network of People Who Use Drugs, uma rede global operada por pares, com foco em direitos humanos e na saúde daqueles pertencentes à comunidade de consumidores de drogas, oferece conselhos sobre redução de danos para os indivíduos que estão a consumir drogas durante a crise de saúde colocada pelo COVID19. 

As dicas que se seguem foram desenvolvidas com o intuito de informar a comunidade global de consumidores de drogas sobre medidas importantes de redução de danos a colocar em prática durante a decorrente pandemia de COVID-19 (“coronavírus”). Por favor, partilhe, dissemine, e altere consoante as necessidades da sua comunidade, de modo a que consiga responder às necessidades desta. Mais importante, por favor, garanta a sua segurança e a daqueles à sua volta.

  1. NÃO PARTILHE cachimbos, cachimbos de água, vapes ou “charros”, assim como todo o equipamento reservado à injeção de drogas, incluindo a água esterilizada. 
  2. Se tem dinheiro para tal, tente ARMAZENAR as drogas da sua preferência antes que a situação se deteriore ainda mais.
  3. Se se encontra em OST, pergunte ao seu médico se é possível passar UMA RECEITA PARA TRÊS MESES, QUE LHE PERMITA LEVAR CONSIGO A MEDICAÇÃO PARA CASA. Pergunte se é possível evitar as consultas e os testes à urina durante um período de, pelo menos, três meses.
  4. ESTEJA PREPARADO PARA SE SUJEITAR A UMA ABSTINÊNCIA INVOLUNTÁRIA na eventualidade de o seu fornecedor(es) adoecer. Tenha um “plano B” e certifique-se de que tem consigo toda a medicação, comida e bebidas necessárias ao processo de desintoxicação de opiáceos. Passos semelhantes podem ser tomados para aqueles que consomem outros tipos de drogas. 
  5. ARMAZENE O MATERIAL/EQUIPAMENTO NECESSÁRIOS AO SEU CONSUMO DE DROGAS e armazene o suficiente de modo a que dure pelo menos três a quatro semanas (mais tempo, caso seja suscetível a infeções e se os programas o permitirem). 
  6. LIMPE as embalagem/invólucros com produtos de limpeza com álcool na sua composição, após lhe serem fornecidos pelo seu fornecedor ou depois de os ir buscar. A concentração mínima de sessenta por cento de álcool mostrou-se capaz de eliminar, de forma eficaz, o vírus. Gel antibacteriano não é capaz de matar o vírus, sendo, no entanto, melhor que nada. 
  7. EVITE COLOCAR SACOS/INVÓLUCROS DE DROGA NA SUA BOCA, VAGINA OU ÂNUS. Se o tiver de transportar no seu corpo, limpe-o de forma vigorosa com um produto de limpeza com álcool na sua composição, antes e depois de retirar o saco, e se o transportar na sua boca, use um elixir bocal com álcool, após o fazer. 
  8. LAVE AS MÃOS com sabão e água quente, vigorosamente, durante, pelo menos, vinte segundos (ou durante mais tempo, se for possível) por todas as vezes que entrar em contacto com outras pessoas, após mexer em dinheiro, e após receber as suas drogas. Dê privilégio ao papel de cozinha para secar as suas mãos, ou use, no mínimo, uma toalha limpa. 
  9. PREPARE AS SUAS PRÓPRIAS DROGAS e garanta que não entra em contacto ou toca no equipamento/drogas de outros indivíduos, não deixando que outros toquem nos seus. 
  10. Se apresentar sintomas, ou caso se sinta doente, EVITE IR AOS SEUS PROGRAMAS LOCAIS DE HR, PESSOALMENTE – SOLICITE QUE ESTES LHE ENVIEM O NECESSÁRIO, e informe-os que sente doente, de modo a que estes possam tomar as precauções necessárias para garantir a sua segurança. 
  11. Esteja preparado para a POSSIBILIDADE DE OS PROGRAMAS DE TROCAS DE AGULHAS E DE TRATAMENTOS DE DROGAS ENCERRAREM (e possivelmente os centros de desintoxicação de drogas) e siga os passos 2,3,4 e 5 no sentido de reduzir os problemas inerentes à carência de drogas e materiais. 
  12. Tenha em consideração que aqueles com sistemas imunitários comprometidos, com doenças pulmonares e com outros quadros clínicos pré-existentes estão em maior risco de contrair o COVID19. Ajude a mantê-los em segurança, ao garantir a sua própria segurança – siga estes passos, bem como outras dicas de redução de danos de modo a atingir este objetivo.

*A INPUD trata-se de uma organização global operada por pares que se foca na promoção da saúde e dos direitos dos consumidores de drogas. A INPUD irá expor e combater o estigma, discriminação, e a criminalização de pessoas que consomem drogas e o seu impacto na saúde e direitos da comunidade de consumidores de drogas. A INPUD irá atingir ditos objetivos através de processos de empoderamento e de defesa de direitos ao nível internacional, ao apoiar o empoderamento e defesa de direitos nas comunidades, aos níveis nacionais e regionais. Siga a INPUD no Twitter.